Em formação

Mudanças no final das histórias

Mudanças no final das histórias

Muitos pais se perguntam por que alguns contos tradicionais como Chapeuzinho Vermelho não têm mais um final trágico. Não sei assim, disse eu, a primeira vez que ouvi a nova versão em que o lobo, claro, não come a avó, mas também não morre no rio.

Os 'fins felizes' ou 'finais felizes' estão na moda. O adoçamento dos finais das histórias é apenas a ponta do iceberg do personagem algodoado com o qual a sociedade atual envolve as crianças.

Alguns especialistas acreditam que a proteção excessiva que os pais têm para com os filhos pode ter consequências negativas para os filhos, incluindo o atraso na maturação e maior vulnerabilidade a certas vicissitudes da vida.

Alimentar a inocência das crianças enquanto dura a infância é o que faz com que nossos filhos leiam histórias com finais felizes. Mas, você já se perguntou, o que nos deixa um final feliz? Um bom gosto na boca, um vislumbre de esperança, a crença num futuro melhor ...

Nos contos, como nas séries de televisão e nos filmes, o objetivo do leitor, neste caso, ou do espectador, em outros, é o entretenimento e a diversão.

É se divertir, um momento de diversão dentro do mundo da ficção e o final é uma parte importante de todo esse desenvolvimento. Os textos das histórias, sempre escritos por adultos, desenvolvem aspectos psicológicos e emocionais que as crianças podem compreender, ao mesmo tempo que estimulam a imaginação, ajudando-as desenvolva sua inteligência e para esclarecer suas emoções, principalmente porque por meio de histórias podem reconhecer seus conflitos e encontrar soluções para os problemas que os preocupam.

Se levarmos em conta que histórias proporcionam segurança à criança, um final feliz pode ser essencial em qualquer história que valha a pena, pois após a narração dos acontecimentos, alguns difíceis ou assustadores, a criança pode sentir que não há esperança de resolver seus problemas.

A maioria das histórias termina com um resultado emocional perfeito, como casar-se com o príncipe ou princesa, ou alcançar poder ou autocontrole de sua vida, como quando os personagens se tornam reis ou rainhas.

Esses finais muito agradáveis ​​presentes em Branca de Neve, A Bela Adormecida ou Os Três Porquinhos são ideais para contar histórias noturnas aos pés da cama, pois convidam a criança a adormecer em paz. Porém, também nesta matéria o ideal seria encontrar o meio-termo.

Alguns especialistas consideram uma boa ideia oferecer às crianças dois finais: o trágico e o feliz. E eu me pergunto, eles tentaram? Quando li para meu filho dois finais diferentes da mesma história, meu filho foi passado a ferro e me perguntou: Mãe, então, em que concordamos? Então me pergunte, estou confundindo você? Acredito que a escolha do tipo de finalização corresponde a cada família, a cada pai e a cada mãe. Cada um deve saber e escolher como deseja educar seus filhos.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Mudanças no final das histórias, na categoria Contos infantis no site.


Vídeo: PALMEIRAS FAZ MUDANÇAS NO TIME JÁ PENSANDO NA FINAL CONTRA O GRÊMIO (Outubro 2021).