Em formação

Fale sobre sexo com seus filhos

Fale sobre sexo com seus filhos

Cedo ou tarde seus filhos vão começar a fazer perguntas sobre sexo. Alguns pais acreditam que quando chegar a hora, dar informações sobre o assunto será fácil, que tudo será uma questão de conversar. Tudo parece muito fácil, mas na hora da conversa, com certeza na maioria das vezes, vai parecer mais complicado, no caso das crianças. Portanto, é importante se preparar para falar sobre sexo com seus filhos.Se você for autoconsciente, envergonhado ou embaraçado, seus filhos perceberão.

É possível facilitar a conversa sobre educação sexual? Pois sim. O truque é permanecer firme, nunca inventar ou mentir, não fugir da pergunta e não responder mais do que seu filho pergunta. O ideal é falar sobre sexo de conta-gotas, ou seja, na medida da sua curiosidade, do seu conhecimento prévio sobre o assunto e de acordo com a sua idade. Para descobrir quanta informação eles têm e do que precisam, comece perguntando você mesmo. Com base em suas respostas, você perceberá o que ele sabe e o que você deve dizer a ele para satisfazer sua curiosidade.

É conveniente começar a falar sobre sexo com seu filho a partir do momento em que ele começa a conhecer seu corpo e a nomeá-lo. Para as crianças é muito importante que cada parte do corpo tenha um nome e não um "apelido". Se falamos que a cabeça é a cabeça, a mão é a mão, o pênis é o pênis, a nádega é a nádega e assim por diante. Evite dar outros nomes aos órgãos genitais para que a criança não se sinta confusa. Outra vantagem de conversar com os filhos sobre sexo é aumentar a intimidade e o carinho entre os dois, abrir caminhos para que possam discutir tudo em casa e dar à criança a segurança que ela pensa que "vou perguntar ao meu pai e mãe por que sempre me respondem ".

Aqui estão algumas das perguntas que as crianças fazem aos pais e algumas sugestões de respostas, que podem ajudar a orientá-lo:

- Por que sou diferente da minha irmã mais nova? A partir dos dois anos de idade e, em alguns casos até mais cedo, as crianças perceberão suas diferenças ao descobrirem seus próprios corpos. Nesse caso, é aconselhável dizer a ele que um menino é diferente de uma menina, assim como os homens são diferentes das mulheres. Para uma criança pequena, esta resposta é suficiente.

- Onde nasci? Esta é uma pergunta freqüentemente feita por crianças a partir dos quatro anos de idade. As crianças sabem que as frutas vêm do mercado, que os biscoitos vêm do supermercado e os brinquedos das lojas, então querem saber de onde vieram. Nesse caso, basta dizer que ele veio dos pais.

- Por que os meninos fazem xixi em pé e as meninas sentadas? É o mesmo que perguntar por que os meninos trocam as fraldas por calcinhas e as meninas por calcinhas ou por que os meninos têm pênis e as meninas não. Explique o conceito de diferença, que meninos e meninas são fisicamente diferentes e que também diferem na maneira de se vestir. É fácil para os meninos fazer xixi em pé devido ao formato do pênis. Por outro lado, como as meninas não têm pênis, ficam mais confortáveis ​​sentadas.

- Como saí da sua barriga? Dependendo da idade da criança, a resposta deve ser dada de forma mais ou menos clara. Se a criança é muito pequena, basta dizer que saiu da barriga e nada mais. Mas se o menino não estiver satisfeito com isso e você perceber que ele consegue entender porque é um pouco mais velho, diga que ele saiu por um dos três buraquinhos que as mulheres têm. Uma é para tirar o cocô, a outra para urinar e a outra para tirar o bebê. Com isso, com certeza, a criança se sentirá satisfeita e não pedirá mais nada. Mais importante, o que responder a seu filho quando surgirem questões sobre sexualidade, é a atitude que você terá ao respondê-las. O tom de voz, a segurança das informações, o fato de estar calmo ou não, é captado pela criança na forma de informação.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Fale sobre sexo com seus filhos, na categoria Sexualidade no site.


Vídeo: O dia que meu filho contou que perdeu a virgindade! (Outubro 2021).