Em formação

Óleo de palma em leite em pó infantil

Óleo de palma em leite em pó infantil

O óleo de palma está gerando um espanto incrível entre os consumidores de todos os tipos de produtos, dada sua ampla presença na indústria de alimentos, principalmente nos pais que decidem alimentar seus bebês com leite artificial. A presença de óleo de palma em leite em pó infantil está levando esses pais a buscar outros tipos de fórmula que não o contenham, às vezes inclinando-se para produtos nem sempre tão recomendáveis ​​quanto as fórmulas à base de leite de vaca.

Embora o leite humano não seja totalmente imitável, os fabricantes de leite infantil aprimoraram muito o produto que originalmente continha leite em pó, farinha de trigo, malte e açúcar no final do século XIX. As fórmulas infantis foram adaptadas à medida que o conhecimento sobre nutrição avançou e os componentes do leite materno, incorporando alguns compostos e adaptando as quantidades de gordura ou proteína.

Porém, o leite materno ainda é um alimento tremendamente complexo e também vivo, capaz de evoluir com a ingestão e com a idade da criança. Embora isso seja impossível, as fórmulas infantis modernas estão gradualmente se aproximando da composição nutricional, ao invés da biológica, do leite materno, atualmente incluindo compostos como o ácido palmítico.

A pesquisa no campo das fórmulas infantis tem se concentrado em dois aspectos, os fatores imunológicos e a microbiologia do leite materno (a parte viva desse alimento) e a composição de sua gordura. Os ácidos graxos têm sido intimamente relacionados ao desenvolvimento do cérebro, conexões neuronais e desenvolvimento adequado do bebê desde o útero, então sua importância durante os primeiros meses de vida é vital. A gordura do leite materno possui alto teor de ácido palmítico, especificamente o conhecido como β-palmitato, e este ácido está envolvido, além das funções citadas, na absorção de cálcio e magnésio, muito importantes para os ossos e dentes.

De acordo com estudos, a adição de β-palmitato ao leite em pó tem benefícios fisiológicos muito importantes, melhorando também a consistência das fezes, algo muito importante considerando que a alimentação com leite artificial está freqüentemente relacionada à constipação intestinal.

Β-palmitato também foi observado para exercer uma Efeito positivo no desenvolvimento da microbiota intestinal de lactentes alimentados com leite artificial. A presença de microrganismos no leite materno garante a formação e manutenção do equilíbrio da microflora do intestino. Essas bactérias são uma parte crucial da imunidade do bebê, sendo sua primeira linha de defesa por estarem em comunicação direta com o sistema imunológico.

Longe de temer a presença do óleo de palma no leite em pó, é mais conveniente apontar que As vantagens de incorporar β-palmitato na dieta infantil são notáveis.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Óleo de palma em leite em pó infantil, na categoria Bebês no local.


Vídeo: Óleo de Palma no Brasil: Um retrato mais amplo (Dezembro 2021).