Em formação

Medo de fogo na infância

Medo de fogo na infância

Todos os anos, diferentes países ao redor do planeta sofrem os efeitos de incêndios que devastam hectares e hectares de florestas. A magnitude do incêndio per se, oprime muitas crianças.

Isso, junto com a incerteza, a rápida evacuação, a ansiedade que percebem de seus pais preocupados, será responsável por muitos filhos, pelo menos por um tempo, sentirem-se medo de fogo. Esta condição, chamada de pirofobia, se apresenta com sintomas de ansiedade (falta de ar, tremores, nervosismo, dor no peito, palpitações, boca seca, etc.)

Em nosso site, queremos fornecer várias chaves para lidar com esse sentimento de medo de fogo na infância.

1- É importante que você se sinta protegido e esperançoso. Explique que, embora o fogo seja enorme e poderoso, os bombeiros têm ferramentas suficientes para controlar o fogo e eles serão bem-sucedidos. O retorno à normalidade é apenas uma questão de tempo.

2- Ensine seu filho estratégias para ficar calmo. Por exemplo: respirar devagar e profundamente, pensar em coisas bonitas, cantar uma música que você goste. Isso vai te ajudar.

3- Deixe-me expressar o que o preocupa, e ouvi-lo ativamente. É importante deixá-los expressar o motivo de seus medos, mas só isso não é suficiente. O menor deve se sentir ouvido.

4- Não o repreenda por estar com medo. Explique a seu filho que o medo é uma coisa normal e que todos nós temos medo de alguma coisa.

5- Não ridicularize o medo dela. Coragem também significa se reconhecer como vulnerável.

6- Seu horizonte deve ser sempre o de superar o medo. Não fique preso na espiral da superproteção. Procure desafogar o medo de seu filho analisando a situação, fazendo-o ver que está razoavelmente fora de perigo.

7- Eduque seu filho no respeito ao meio ambiente. O que está acontecendo é terrível, não vai acontecer de novo. O verdadeiro valor é cuidar da floresta.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Medo de fogo na infância, na categoria Medos no Site.